Arquivos da Categoria: Tendências

O cabelo branco envelhece?

Assumir o cabelo branco é um tema que divide opiniões. Por aqui ADORAMOS. As mulheres que optam por não pintar falam em liberdade. Essa liberdade vem da aceitação das mudanças que a vida vai trazendo.

Porque é que não pintar o cabelo tem que ser visto como desleixo ou como algo que envelhece a aparência de uma mulher? Não concordamos com estas ideias e podemos partilhar imensos exemplos de mulheres com uma imagem fantástica, sem grandes artifícios onde o que sobressai é a confiança em si mesmas. Acreditamos que o que envelhece são os complexos, as inseguranças ou um esforço exagerado para querer parecer algo que não se é. Para quê complicar?

IMG_2599 IMG_2600 IMG_2601 IMG_2602 IMG_2604 IMG_2606 IMG_2607 IMG_2608

Também não vemos nenhum mal em pintar o cabelo. Gostamos mesmo é de diversidade e de respeito pelas opções que cada um toma em relação ao seu corpo, cabelo e roupa. Qual é a vossa opinião? Partilhem connosco.

Os créditos destas imagens estão todos na nossa conta de Instagram. Já nos seguem?

Swedish mood

Trocámos Lisboa por Estocolmo durante esta semana e as ruas têm sido uma inspiração. E foi com base no mood que se vive por aqui que voltámos aos coordenados. Há um misto de minimalismo e vintage que se manifesta em blocos de cor neutros, casacos volumosos e uma sobriedade despreocupada.

Deixamos quatro sugestões inspiracionais. Se quiserem descobrir de onde são as peças que usámos, podem seguir-nos aqui também.

Swedish mood 3

 

Swedish Mood 2

 

Swedish mood 4

 

Swedish mood 1

Esperamos que gostem!

Qual é o meu estilo?

A pergunta que serve de título a este post é uma das que ouço com mais frequência. Não só por parte de clientes mas também de alunos ou amigos. Homens e mulheres.

“Qual é o meu estilo?” “O que é que me fica melhor?” “O que é que devo usar conforme o meu corpo?”

A grande maioria das pessoas tem bastante dificuldade em definir a sua própria imagem porque, muitas vezes, aquilo que pensam sobre si mesmas pode estar ligeiramente distorcido. Há muitas pessoas (mais as mulheres, neste ponto) que adoram comprar roupa e experimentar as últimas tendências. Na maior parte dos casos, ficam com a ideia de que gostam de tudo e que o seu estilo é ecléctico e até “esquizofrénico”, como já mo disseram muitas vezes. É sempre mais fácil encontrar uma peça que é “a cara” da nossa amiga do que definir a nossa própria imagem. Identificam-se?

capsulewardrobebulletjournal-1200x800

Por sentir que há muitas questões relacionadas com a imagem, com as compras, com o que melhor se adequa a cada pessoa, com a gestão dos guarda-roupas (ou a dificuldade em lidar com os excessos que estão lá dentro) e com a definição do estilo, decidi criar o curso de Estilo Pessoal. Embora já o tivesse apresentado aqui, considero que o tema merece um post específico.

A primeira edição é para senhoras mas, está para breve um curso inteiro dedicado ao público masculino. E a quem em concreto se destina esta formação?
• A todas as mulheres que pretendam ganhar mais confiança na sua imagem
• A quem sempre sonhou em fazer uma consultoria de imagem completa
• A quem quer poupar tempo e dinheiro
• A quem pretende ter um guarda-roupa funcional, com peças versáteis
• A quem quer ganhar uma rotina de cuidados eficiente, tanto com a roupa como com a maquilhagem
• A quem quer aumentar a sua auto-estima e ganhar mais confiança em si
• A quem quer escolher com segurança o que vestir em todas as ocasiões

E tendo em conta os pontos que enumerei no início deste artigo, estes foram os objectivos que defini para este curso:

  • Identificar o estilo, universo visual e as prioridades de cada participante
  • Potenciar a imagem de cada pessoa, alinhado-a com o estilo de vida
  • Dar a conhecer os diferentes tipos de corpo e a sua valorização
  • Conhecer a paleta de cores mais favorável e aprender a coordená-las
  • Simplificar a relação com o guarda-roupa através de um processo de triagem eficiente
  • Eliminar a sensação de “não ter nada para vestir”
  • Facilitar o processo de compra, tornando-o eficaz e assertivo
  • Desconstruir ciclos de consumo impulsivo
  • Aprender a construir looks versáteis e adequados a diversas situações
  • Ganhar mais confiança na escolha de texturas, cortes e acessórios
  • Saber que cortes de cabelo são mais adequados
  • Dominar as técnicas de maquilhagem, adaptando-as à realidade e necessidades de cada participante
  • Dar autonomia às participantes relativamente a questões relacionadas com a imagem, valorizando a sua autoestima e confiança pessoal

E como vamos consegui-lo? Através de muitos exercícios práticos que serão desenvolvidos ao longo destes quatro módulos:

Módulo 1 – Identidade Visual – com Marta Monteiro e Dora Dias – 3h
Objectivos pessoais | Pontos de partida e prioridades: o que originou a vontade/necessidade de mudar?  | Relação emocional com a roupa

· Módulo 2 – Styling estratégico com Dora Dias – 3h
Estilo de vida VS Universos visuais | Estilo e comunicação | Fórmulas chave | Coordenação e mensagens |  Linguagem das cores | Padrões | Fitting, materiais e texturas

· Módulo 3 – Guarda-roupa, compras e provas com Dora Dias – 12h
• Triar – desintoxicar o guarda-roupa
• Organizar – Armário | gavetas | acessórios
• Comprar – Planeamento | Assertividade | Prazer
• Coordenar –  Referências visuais | Objetivos | Exercícios práticos
• Experimentar – Sessão prática de compras em lojas

· Módulo 4 – Beleza e maquilhagem com Anabela Gonçalves – 6h
Tipos de pele e cuidados a ter / os diferentes produtos
Maquilhagem natural / Maquilhagem para eventos – aplicação prática

98ecd3a4a4139346ff340b322e071535

Quando vai decorrer? Às quintas-feiras, entre as 19h e as 22h, de 30 de Março a 11 de Maio.

Quanto custa? €190 (Podem consultar-nos aqui para mais informações sobre condições de pagamento).

Onde e como se podem inscrever? Aqui.

Um guarda-roupa funcional, sem excessos e que seja o reflexo de quem o construiu faz todo o sentido nos dias que correm. A roupa e os acessórios, além de adequados a cada pessoa e às situações do seu dia a dia, podem e devem ser escolhidos com prazer. E é exactamente essa a nossa proposta.

Guardar

10 tendências

A convite da produção do Agora Nós da RTP 1, fui ontem falar sobre tendências para a próxima estação.

Deixo um resumo das principais tendências de senhora, numa versão street style.

Anotem:

1-Riscas largas e coloridas. (verticais ou horizontais)

2 – Inspiração nos anos 70 (camurças, calças à boca de sino, franjas, tons terra, sandálias com plataformas altíssimas)

3 – Romance (vestidos lingerie, folhos, rendas, ombros à mostra)

4 – Metalizados (brilhar durante o dia – porque não?)

5 – Ganga (look integral – vejam como usar aqui)

6 – Saias midi (continuam a usar-se a direito ou rodadas)

7 – Blocos de cores fortes

8 – Blusões (os bomber jackets querem-se bordados ou estampados)

9 – Carteiras pequeninas ou mochilas

10 – Brincos ao poder – quanto mais vistosos, melhor

trendsss20162 trendsss20163 trendsss20164 trendsss20161 trendsss2016

Qual é a vossa preferida? Vão escolher alguma para esta estação?

The blues

Foi em França, no século XVII que surgiu a palavra denim. Nasceu da expressão serge de Nîmes e não era ganga. Era um tecido feito de seda e lã.

EUA – século XIX: o algodão pesado, tingido de anil e usado em roupas de trabalho fabris ganhou o mesmo nome.

A ganga, tal como a conhecemos hoje em dia, é um dos materiais mais comuns por esse mundo fora e a sua presença na moda tem sido cíclica. Infomal por excelência, tem sido tendência repetente nas últimas estações.

E agora que a Primavera está mesmo à porta, faz sentido olhar para a ganga com um pouco mais de atenção. E porque nem só de calças vive uma mulher, sites como o net-a-porter ou o Asos, criaram uma categoria específica para incluir um pouco mais do que as blue jeans.

Deixo-vos uma selecção de coordenados inspiracionais, versão street style.

Denim3

Para as corajosas. Porque é que estes dois coordenados resultam? Porque as texturas são diferentes. No primeiro, a t-shirt, o acolchoado do casaco, o lenço e a clutch acrescentam informação e quebram  a monotonia do azul. No segundo coordenado, embora o material seja o mesmo, as texturas fazem com que haja diferentes pontos de foco, o que torna tudo mais interessante.

Denim8

Nestes dois coordenados há um espírito ligeiramente andrógino e elegante que funciona bem. O ton sur ton do primeiro é realçado pelos acessórios masculinos e pelo corte do casaco. No segundo, a piada está no contraste entre o volume do blusão e os sapatos mais delicados. São ambos urbanos e fáceis de usar.

Denim5

Estrutura e fluidez – O primeiro look tem um ar mais arrumado porque a ganga foi coordenada com um blazer clássico e acessórios sofisticados e rígidos (clutch e pulseira). A fluidez da carteira e do casaco fazem com que o segundo fique num plano completamente informal.

Denim6

White and blue – o casamento perfeito. A ganga desfiada é de evitar em ambientes de trabalho, a não ser que sejam áreas bastante criativas.

Denim4

Bad girl VS Good girl – Denim em versão rockeira ou em versão romântica. O preto acentua o lado mais rude da ganga. Os tons pastel e os sapatos nude, dão-lhe uma leitura completamente diferente, de menina bem comportada.

Denim7

Acessórios ao poder – camurças, pele, lenços, franjas e um eterno clássico – ganga + pratas e turquesas. Não há como falhar.

Denim2

Country girl – jardineiras e saltos quadrados ou ombros à mostra, folhos e uma saia rodada – duas versõs citadinas com um espírito campestre e primaveril como pano de fundo.

As opções são muitas e, se não conseguem viver sem ganga, inspirem-se e entrem neste blue spirit sem tristezas.

Into the wild em 12 looks

Anda por aí há (muitos muitos) anos e tem um lugar bem marcado na categoria dos clássicos. Para a maior parte das mulheres, usar peças ou acessórios com padrão de leopardo ainda é um desafio enorme. É compreensível – mal coordenado pode ter um aspecto vulgar. Dar nas vistas por maus motivos, não interessa a ninguém.

Os clássicos, independentemente das tendências, aparecem em todas as estações, o que significa que é fácil comprar uma peça com este padrão em qualquer altura do ano.

Se adoram e querem arriscar, inspirem-se nos looks escolhidos.

Para as mais tímidas, começar por usar este padrão em sapatos é o mais simples. Evitem um look monocromático. Se vestirem tudo de uma cor só, as atenções estarão, inevitavelmente, nos pés. O ideal será misturar algumas cores ou outros padrões para que haja um harmonia e o vosso coordenado seja actual.

leopard 4

Para uma segunda fase, arrisquem numas calças ou numa saia. A ideia será dividir as atenções entre o padrão e:

I) Texturas mais sofisticadas como sapatos em verniz ou camisas de seda.

II) Coordenação de cores e materiais. A combinação de malhas com sapatos rasos faz com que o padrão tenha uma leitura bem mais soft e confortável, como podem ver na segunda imagem.

III) Risco elevado – coordenar com padrões completamente diferentes. Funciona. E bem.

leopard 3

Em partes de cima – casaco, camisolas ou cardigans. Pode ser um desafio maior porque estão a ver este padrão perto do rosto. Os tons do leopardo não ficam tão bem a quem tenha um tom de pele amarelado. O ideal será usar um acessório ou uma camisa mais perto do rosto, numa cor que vos favoreça. Um baton forte também é um bom truque.

Com ganga fica com um ar informal. Com branco, fica super elegante. Não se esqueçam dos colares – mais informação torna tudo mais actual.

leopard 2

Por fim, três versões – um tailleur bem coordenado com um casaco numa cor neutra, os acessórios certos e uma carteira colorida, pode ser a mistura perfeita para o dia a dia.

A segunda imagem resulta bem para o fim de semana. E, finalmente, para as eternas tímidas, mostrar apenas o forro de um casaco é a maneira mais discreta de usar este print.

leopard 1

Prontas para arriscar?

 

Monday mood

Inspiração para hoje: cor! Três looks para esta segunda-feira que se quer energética e divertida!

As propostas incluem um pouco daquilo que a nova estação nos vai trazer – tons pastel, o luxo desportivo, os metalizados no dia a dia, os padrões fortes, os bomber jackets, os brincos compridos e as carteiras brancas.

Mondaycolor2

Monadycolor1

Mondaycolor3

As marcas estão todas no Polyvore da Blossom, aqui.

752f8bdd005192dff429a0b0178a21c0

4 ideias para a nova estação

Setembro traz um novo fôlego. Há novidades e vontade de incluir peças da nova colecção no guarda-roupa. As tendências que aí vêm são imensas e, acreditamos que há ideias para quase todos os gostos.

Embora não sejamos defensores de um consumo desenfreado ou da adopção sistemática de tendências a cada estação, deixamos quatro ideias que vos podem ajudar a construir coordenados simples para o início da temporada.

  • Mangas compridas – o tempo, felizmente, ainda não exige casacos muito grossos ou malhas. As mangas compridas trazem uma sensação de mudança. Optem por materiais leves e dobrem-nas para um look mais atual.

mangascompridas

 

  • Tons terra – Os anos 70 são uma tendência fortíssima e trazem-nos vestidos florais, calças à boca de sino, veludo e camurças, blusas com folhos e, inevitavelmente, os tons terra. Estas cores não são as ideais para a maioria das pessoas, principalmente quando a pele já está menos bronzeada. Enquanto o ar saudável das férias se mantiver, é hora de arriscar.

tonsterra

 

  • Saias midi (ou como quem diz, abaixo do joelho) – Andam por aí há algum tempo. Continuam presentes na próxima estação. São versáteis. Há modelos a direito, plissados ou evasé. Para as meninas mais baixinhas ou cujas pernas sejam mais robustas, uns saltos altos tornam a silhueta mais elegante.

saiasmidi

 

  • Cinturas ao alto – Nas calças ou nas culottes, com partes de cima em tons aproximados, marcar a cintura é um dos melhores truques para parecer mais alta e mais magra.

cinturassubidas

São sugestões simples mas que, com toda a certeza, criam uma sensação de novidade e abrem a porta da nova estação.