Arquivos da Categoria: Estilo Pessoal

Qual é o meu estilo?

A pergunta que serve de título a este post é uma das que ouço com mais frequência. Não só por parte de clientes mas também de alunos ou amigos. Homens e mulheres.

“Qual é o meu estilo?” “O que é que me fica melhor?” “O que é que devo usar conforme o meu corpo?”

A grande maioria das pessoas tem bastante dificuldade em definir a sua própria imagem porque, muitas vezes, aquilo que pensam sobre si mesmas pode estar ligeiramente distorcido. Há muitas pessoas (mais as mulheres, neste ponto) que adoram comprar roupa e experimentar as últimas tendências. Na maior parte dos casos, ficam com a ideia de que gostam de tudo e que o seu estilo é ecléctico e até “esquizofrénico”, como já mo disseram muitas vezes. É sempre mais fácil encontrar uma peça que é “a cara” da nossa amiga do que definir a nossa própria imagem. Identificam-se?

capsulewardrobebulletjournal-1200x800

Por sentir que há muitas questões relacionadas com a imagem, com as compras, com o que melhor se adequa a cada pessoa, com a gestão dos guarda-roupas (ou a dificuldade em lidar com os excessos que estão lá dentro) e com a definição do estilo, decidi criar o curso de Estilo Pessoal. Embora já o tivesse apresentado aqui, considero que o tema merece um post específico.

A primeira edição é para senhoras mas, está para breve um curso inteiro dedicado ao público masculino. E a quem em concreto se destina esta formação?
• A todas as mulheres que pretendam ganhar mais confiança na sua imagem
• A quem sempre sonhou em fazer uma consultoria de imagem completa
• A quem quer poupar tempo e dinheiro
• A quem pretende ter um guarda-roupa funcional, com peças versáteis
• A quem quer ganhar uma rotina de cuidados eficiente, tanto com a roupa como com a maquilhagem
• A quem quer aumentar a sua auto-estima e ganhar mais confiança em si
• A quem quer escolher com segurança o que vestir em todas as ocasiões

E tendo em conta os pontos que enumerei no início deste artigo, estes foram os objectivos que defini para este curso:

  • Identificar o estilo, universo visual e as prioridades de cada participante
  • Potenciar a imagem de cada pessoa, alinhado-a com o estilo de vida
  • Dar a conhecer os diferentes tipos de corpo e a sua valorização
  • Conhecer a paleta de cores mais favorável e aprender a coordená-las
  • Simplificar a relação com o guarda-roupa através de um processo de triagem eficiente
  • Eliminar a sensação de “não ter nada para vestir”
  • Facilitar o processo de compra, tornando-o eficaz e assertivo
  • Desconstruir ciclos de consumo impulsivo
  • Aprender a construir looks versáteis e adequados a diversas situações
  • Ganhar mais confiança na escolha de texturas, cortes e acessórios
  • Saber que cortes de cabelo são mais adequados
  • Dominar as técnicas de maquilhagem, adaptando-as à realidade e necessidades de cada participante
  • Dar autonomia às participantes relativamente a questões relacionadas com a imagem, valorizando a sua autoestima e confiança pessoal

E como vamos consegui-lo? Através de muitos exercícios práticos que serão desenvolvidos ao longo destes quatro módulos:

Módulo 1 – Identidade Visual – com Marta Monteiro e Dora Dias – 3h
Objectivos pessoais | Pontos de partida e prioridades: o que originou a vontade/necessidade de mudar?  | Relação emocional com a roupa

· Módulo 2 – Styling estratégico com Dora Dias – 3h
Estilo de vida VS Universos visuais | Estilo e comunicação | Fórmulas chave | Coordenação e mensagens |  Linguagem das cores | Padrões | Fitting, materiais e texturas

· Módulo 3 – Guarda-roupa, compras e provas com Dora Dias – 12h
• Triar – desintoxicar o guarda-roupa
• Organizar – Armário | gavetas | acessórios
• Comprar – Planeamento | Assertividade | Prazer
• Coordenar –  Referências visuais | Objetivos | Exercícios práticos
• Experimentar – Sessão prática de compras em lojas

· Módulo 4 – Beleza e maquilhagem com Anabela Gonçalves – 6h
Tipos de pele e cuidados a ter / os diferentes produtos
Maquilhagem natural / Maquilhagem para eventos – aplicação prática

98ecd3a4a4139346ff340b322e071535

Quando vai decorrer? Às quintas-feiras, entre as 19h e as 22h, de 30 de Março a 11 de Maio.

Quanto custa? €190 (Podem consultar-nos aqui para mais informações sobre condições de pagamento).

Onde e como se podem inscrever? Aqui.

Um guarda-roupa funcional, sem excessos e que seja o reflexo de quem o construiu faz todo o sentido nos dias que correm. A roupa e os acessórios, além de adequados a cada pessoa e às situações do seu dia a dia, podem e devem ser escolhidos com prazer. E é exactamente essa a nossa proposta.

Guardar

Março em agenda

Se Fevereiro foi um mês cheio de novidades na Blossom, Março não se afigura diferente.

A primeira edição de 2017 do curso de consultoria de imagem aos Sábados de manhã tem data marcada para 4 de Março.

Março é também o mês em que regressa o muito desejado curso de Motivação Pessoal com a Marta Monteiro.  Outra das novidades é o curso Marca: Passo a Passo com a Susana Rodrigues. Depois de esgotadas as primeiras edições dos cursos de Comunicação Digital I e II, avançamos agora para esta nova formação que se destina a todas as pessoas que têm que gerir uma marca e responder a todas as solicitações do dia a dia profissional.

IMG_0016

E por último, o curso de Estilo Pessoal. Depois de muitas edições dos workshops “Será que me fica bem?” e “Estilo: mais por menos”, a necessidade de aprofundar conhecimentos e poder dar ferramentas mais completas às participantes levou-nos a criar este curso. Questões como: “Qual é o meu estilo?” “O que é que devo usar em determinadas ocasiões?” “Como posso comprar roupa de forma mais consciente e assertiva?” “Como é que devo coordenar a minha roupa, consoante o dress code do local de trabalho?”, entre tantas outras, não podem ter respostas standard porque cada pessoa é diferente.

Nas 3 horas de duração dos workshops, passamos as técnicas base da consultoria de imagem para que cada participante fique com as ideias principais e possa depois explorá-las por si própria.  Desta vez, teremos 24h para que todas as questões possam ser abordadas e trabalhadas durante a formação. O curso parte, como não poderia deixar de ser, do auto-conhecimento e da consciencialização daquilo que cada mulher quer projectar com a sua imagem. Depois de definidos os objectivos, serão então passadas diferentes estratégias para os alcançar. Quanto maior o envolvimento de cada aluna, melhores os resultados.

5ac2c1bbad86d17d9fc416bb9aec7205

O grande objectivo é que cada pessoa faça uma consultoria de imagem completa a si própria e melhore os resultados com um workshop de 6h de auto-maquilhagem. 

Estes serão os módulos do curso:

Módulo 1Identidade Visual – com Marta Monteiro e Dora Dias – 3h
Objectivos pessoais | Pontos de partida e prioridades: o que originou a vontade/necessidade de mudar?  | Relação emocional com a roupa

· Módulo 2Styling estratégico com Dora Dias – 3h
Estilo de vida VS Universos visuais | Estilo e comunicação | Fórmulas chave | Coordenação e mensagens |  Linguagem das cores | Padrões | Fitting, materiais e texturas

· Módulo 3Guarda-roupa, compras e provas com Dora Dias – 12h
• Triar – desintoxicar o guarda-roupa
• Organizar – Armário | gavetas | acessórios
• Comprar – Planeamento | Assertividade | Prazer
• Coordenar –  Referências visuais | Objetivos | Exercícios práticos
• Experimentar – Sessão prática de compras em lojas

· Módulo 4 Beleza e maquilhagem com Anabela Gonçalves – 6h
Tipos de pele e cuidados a ter / os diferentes produtos
Maquilhagem natural / Maquilhagem para eventos – aplicação prática

Para que possam organizar a vossa agenda, deixamos uma síntese dos cursos e respectivas datas. Tudo a partir de 4 de Março. Para mais informações e inscrições, podem contactar-nos aqui.

Curso de Consultoria de Imagem

  • 4 de Março a 3 de Junho de 2017
  • Sábados: 9h30 às 13h30
  • Formação presencial com Dora Dias
  • Valor – €1250

cursoci201714

Curso Marca: Passo a Passo

  • 5 de Março – Domingo – 9h às 13h ou 6 e 7 de Março de 2017 – Segunda e terça-feira – 19h às 21h
  • Formação presencial com Susana Rodrigues
  • Valor – €60

CGMN

 

Curso de Motivação Pessoal

  • 8, 9, 15 e 16 de Março de 2017
  • Quarta e quinta-feira: 19h às 21h
  • Formação presencial com Marta Monteiro
  • Valor – €100

Pointsofyou

Curso de Estilo Pessoal

cursoep2017-1

 

Estou bem assim? O que é que mudava em mim?

Quando digo a alguém que acabei de conhecer qual é a minha profissão, começo a contar o tempo até que surjam as duas perguntas do costume:

  • 1 – “Estou bem assim?”
  • 2 – “O que mudava em mim?”

“Diria que sim.” e “À partida, nada.” são habitualmente as minhas respostas, por ordem.

E as terceiras e quartas perguntas são: “Como nada?!” “Está tudo certo aqui?”

E aí começo a explicar as bases do trabalho de consultoria de imagem.

1º – Não há certos ou errados. Há peças de roupa ou acessórios mais adequados a determinadas situações ou objectivos. E a seguir entram as minhas questões: Quais são os seus objectivos? O que pretende comunicar com a sua imagem? Como quer ser visto pelos outros? Do que é que gosta e o que o deixa desconfortável? Num universo tão grande de hipóteses, que sentido faria aconselhar peças que nada tenham a ver com o gosto do cliente?

2º – Não mudo nada sem que alguém me peça uma sugestão. E essa mudança não depende do meu gosto ou daquilo que eu imagino para aquela pessoa. Depende da sua zona de conforto, do seu gosto pessoal e do seu estilo de vida. E, acima de tudo, dos seus objectivos e da sua vontade de mudar.

A confiança que os clientes depositam no meu trabalho é fundamental. E essa confiança só é merecida se a minha postura for, acima de tudo, de respeito por quem está à minha frente e pela sua zona de conforto. É fundamental procurar conhecer a pessoa porque o que faz sentido para uns, é impensável para outros e qualquer sugestão de mudança tem que ser TOTALMENTE personalizada.

3b64f351faa495e02220be3de2fb8996

Do meu ponto de vista, a consultoria de imagem só faz sentido se for realista. O processo deve ser feito com base nas situações concretas do dia a dia de cada cliente (vida profissional, pessoal, momentos de lazer). Não cabe ao consultor projectar nas sugestões que faz ao seu cliente, um estilo de vida que não seja o dele. Quando aparecem transformações muito radicais em algums programas sobre consultoria, assistimos à morte violenta da gata borralheira que usava fatos-de-treino, ténis e elásticos farfalhudos e ao nascimento rápido da  princesa-diva de stilettos, vestidos estruturados e smokey eyes. Podemos até gostar do resultado… mas, não nos devemos esquecer: é TELEVISÃO! É sonho! Não é a realidade. Apostaria qualquer coisa em como passadas duas semanas, a nova princesa estaria de volta aos velhos hábitos.

A vida real da maior parte das clientes nada tem a ver com saltos vertiginosos, com as últimas tendências de moda, com guarda-roupas de sonho ou peças caríssimas. E a consultoria de imagem também se faz para o público masculino. Cada vez MAIS, pelo menos na Blossom.

71222712a2fd125c4dbc1af98d479e47

Ainda há a ideia absurda de que o consultor de imagem, além de obrigar o cliente a deitar fora 90% do seu guarda-roupa, vai ridicularizar muitas das peças que encontra com aquela atitude snobe a que a TV já nos habituou. E como se não bastasse, ainda vai levar o cliente às lojas mais caras… Outra vez: ISTO É TV! E é triste!

Já me aconteceu muitas vezes, antes de iniciar um processo completo de consultoria de imagem, ter que desmistificar todos estes conceitos e mostrar o que realmente vai acontecer:

  1. Perceber quais são as necessidades, motivações e objectivos do cliente através de uma conversa franca e de uma análise pormenorizada
  2. Compreender o estilo de vida e o gosto de cada pessoa de forma detalhada
  3. Analisar o que pode fazer sentido manter ou retirar do armário COM BASE NOS OBJECTIVOS DEFINIDOS. Mesmo aquilo que vai sair, não tem que ser doado ou deitado para o lixo. Pode ser “arquivado” para não atrapalhar as escolhas do dia a dia.
  4. Planear uma sessão de compras equilibrada, assertiva e CONSCIENTE, dentro dos valores que o cliente está habituado a gastar. E é claro que procuro mostrar sempre marcas novas. É também um processo de aprendizagem e descoberta para o cliente.
  5. Comprar o que é prioritário, de forma eficaz. Este momento tem que ser um prazer e não um sacrifício.
  6. Elaborar propostas de imagem para diferentes situações da vida do cliente com as peças existentes e com as novas. Quanto menos roupa dentro do armário, melhor! Só faz sentido ter peças que nos fiquem realmente bem e das quais gostemos verdadeiramente. Qual é a graça em usar uma coisa “assim assim” que, ainda por cima, espeta, ou é justa ou causa algum tipo de desconforto? Há necessidade? Não! Há escolhas.

6f35a87d244b907a3a9c407a81956ccb

E depois de explicar todo o processo, costumo ouvir ainda: “Assim que me sair o euromilhões, vou contratá-la! Sim, porque isso deve ser uma fortuna, não é?”

Não, não é. Tem o valor que cada consultor considera justo para as horas de trabalho que vai desenvolver junto do cliente e para as horas de trabalho que vai ter longe do cliente ao elaborar uma proposta à medida. É importante contabilizar também os anos de experiência do consultor. Para os mais curiosos, os preços da Blossom estão todos aqui.  Gosto muito de transparência e objectividade.

Além de ser um trabalho que muita gente ainda desvaloriza por considerar fútil (mas já nem vou perder tempo a justificar seja o que for sobre esse tema) porque… “opiniões sobre roupa e “trapos” qualquer um dá!”… a verdade é que TODOS têm sempre muitas perguntas.

Ninguém quer sentir que pode estar a fazer má figura. As pessoas vivem com medo do rídiculo. Quais são as melhores opções para mim? Que cores, que cortes, que peças, que padrões, que acessórios? Que corte de cabelo? Então pergunta-se a um consultor “o que é que ele acha” e pede-se para que dê “umas dicas”! Como se pede a um maquilhador para passar um pózinho, a um cabeleireiro para dar um jeitinho, a um fotógrafo para tirar umas fotos rápidas, a um designer para fazer uns rabiscos ou a um músico para tocar qualquer coisinha.

As pessoas esquecem-se o que é que o implica. Para quem não se lembre muito bem, posso refrescar a memória com palavras como investimento, aprendizagem, experiência, tempo e dedicação. E tudo isso tem um valor, como qualquer outro trabalho.

Felizmente, tenho a sorte de trabalhar com clientes que além de compreenderem perfeitamente o meu trabalho, lhe dão também a devida importância. Não há melhor sensação do que receber feedbacks sinceros sobre o processo de consultoria e a mudança (sobretudo interna) que provocou em cada pessoa.

Para mim, a consultoria de imagem é uma área apaixonante. Adoro trabalhar com pessoas. Gosto muito de descobrir aspectos da personalidade através da forma como cada cliente se relaciona com todo processo de vestir, com as suas escolhas e com a maneira como faz compras. Um guarda-roupa é um espelho claríssimo da pessoa que está à minha frente.

minimalistclosetbeautiful

Ao longo destes anos, tenho dividido esta paixão com centenas de alunos, através do curso de consultoria de imagem. Partilho experiências e aprendo. Vou conhecendo pessoas que gostariam de sentir este mesmo encanto pelo seu trabalho mas, confessam-me que a sua paixão é mesmo a moda. Que sempre foi… a minha pergunta é sempre a mesma: porque não arriscar? A vida é muito curta para vivermos conformados com escolhas que nos deixam infelizes, sejam elas quais forem. O meu desafio é que experimentem. Há uma nova edição do curso quase quase a começar. Juntam-se a mim?

 

Guardar

Fórmulas Olivia

Olivia Palermo. Há quem a adore e, como não podia deixar de ser, quem não lhe ache piada nenhuma. Por aqui, gostamos e foi por isso que fizemos uma selecção de imagens para encontrar algumas fórmulas.

A maneira como constrói os seus looks cativa muita gente. Escolhe materiais e formas relativamente clássicas para depois coordenar com acessórios mais trendy. É mestra na mistura de padrões e, acaba por inspirar muitas mulheres porque o risco é sempre muito controlado. Seja pelo pendant de cores ou pela forma clássica como usa o cabelo, a maquilhagem ou a manicure.

Então vamos olhar com atenção.

Fórmula 1 – Matchy Matchy

Se há uma peça mais trendy (na primeira imagem temos o bomber jacket, na segunta as culottes turquesa e na terceira o colete), tudo o resto fica a condizer. Há uma repetição de cores nos acessórios e na roupa para que a peça se destaque e as outras não lhe tirem protagonismo.

opformula2

 

Fórmula 2 – Mixed prints

Os padrões misturados são uma das suas imagens de marca mas, reparem na forma controlada como o faz. Nestas três imagens, a repetição de cores, mantém tudo harmonioso e agradável ao olhar. Para quem gostava de experimentar mas tem pouca coragem, esta pode ser a maneira mais simples de o fazer. Escolham uma repetição de cor (branco e preto é o mais fácil) e do motivo do padrão. Veja a imagem do meio – cores iguais e riscas com riscas.

opformula4

 

Fórmula 3 – Keep it simple

Quando as peças de roupa são simples e clássicas funcionam como uma tela onde os acessórios ficam com o protagonismo. A chave será – roupa lisa +  acessórios vistosos. E assim, porque não arriscar? Esqueçam a carteira a condizer com os sapatos. Já não estamos em 2004. A realidade agora é mais divertida.

opformula1

 

Fórmula 4 – Flat shoes nada aborrecidos

Mesmo quando não há saltos altos, os coordenados são bem trabalhados. E se repararem, há uma repetição do que falámos acima. Na primeira imagem, o colar e a pulseira fazem pendant com as cores das sabrinas. Na segunda imagem, o decote vertiginoso usado de dia foi imediatamente suavizado com um lenço de menina bem comportada e sabrinas nude. E por fim, os sleepers bordados acrescentam interesse aos tons (quase) monocromáticos do coordenado que ainda inclui uma mini bag turquesa.

opformulas4

Uma das sugestões que faço às minhas clientes é que desenvolvam hábitos de pesquisa e reúnam imagens de que gostam e que as inspirem nas suas escolhas diárias.

Espero que estas sugestões vos ajudem e sejam ideias novas para o vosso dia a dia. E não se esqueçam de que há um lado divertido na moda. Não levem tudo tão a sério e esqueçam os certos e errados. Não estão escritos em lado nenhum.

10 tendências

A convite da produção do Agora Nós da RTP 1, fui ontem falar sobre tendências para a próxima estação.

Deixo um resumo das principais tendências de senhora, numa versão street style.

Anotem:

1-Riscas largas e coloridas. (verticais ou horizontais)

2 – Inspiração nos anos 70 (camurças, calças à boca de sino, franjas, tons terra, sandálias com plataformas altíssimas)

3 – Romance (vestidos lingerie, folhos, rendas, ombros à mostra)

4 – Metalizados (brilhar durante o dia – porque não?)

5 – Ganga (look integral – vejam como usar aqui)

6 – Saias midi (continuam a usar-se a direito ou rodadas)

7 – Blocos de cores fortes

8 – Blusões (os bomber jackets querem-se bordados ou estampados)

9 – Carteiras pequeninas ou mochilas

10 – Brincos ao poder – quanto mais vistosos, melhor

trendsss20162 trendsss20163 trendsss20164 trendsss20161 trendsss2016

Qual é a vossa preferida? Vão escolher alguma para esta estação?

Sobre o dia de hoje

Celebra-se hoje o dia da mulher e as opiniões sobre esta comemoração dividem-se. Para uns, é completamente desnecessária – “Para quê marcar uma diferença?” Ao fazê-lo, é quase como se as mulheres ainda tivessem que provar alguma coisa num tempo em que isso já não deveria fazer qualquer sentido. Do meu ponto de vista, infelizmente, ainda faz.

O lugar das mulheres na sociedade foi uma conquista. A luta pela igualdade de direitos, por uma voz activa, por respeito e credibilidade, exigiram muito esforço. E continuam a exigir. Ainda há um caminho grande pela frente. É uma questão política. É também uma questão de mudança efectiva de mentalidades e de educação. Acredito que esse tempo vai chegar.

Remetendo para a área em que trabalho e para o contexto deste blog, faz sentido falar da imagem da mulher como reflexo da sua identidade e forma de expressão. O estilo pessoal, enquanto linguagem própria, materializa-se naquilo que escolhemos usar, na forma como nos maquilhamos, no corte de cabelo, nas cores, acessórios ou padrões. A construção da nossa imagem é algo que dá imenso prazer. E ainda bem que assim é.

18391cece9a95b6d67cff6853cc888de

diam2016

Em jeito de celebração, deixo-vos o video de uma mulher inspiradora. Partilho-o sempre numa das aulas do curso de consultoria de imagem. São palavras sábias sobre estilo e expressão individual.

Espero que gostem.

 

 

Monday mood

Inspiração em tons neutros para segunda ou para a semana.

MM2016

Tons pastel e flores. Uma combinação intemporal com um olho na primavera. Para as mais baixinhas, o ideal é usar estas peças com saltos altos. Escolham uns em nude – alongam a perna e são o melhor truque para vos dar uns cms extra.

 

mm20164

Texturas misturadas – lã, camurça e tachas, brincos em osso e botins em pele. A camisa branca e a carteira com corte mais clássico atenuam o espírito boho e fazem com que este coordenado possa funcionar em ambientes de trabalho informais. Se o vosso dress code for semi-formal, troquem as botas por uns sapatos como os do look anterior.

 

mm20163

Os apontamentos brilhantes no colarinho fazem com que este coordenado se torne mais sofisticado. Acrescentem cor com um baton e um verniz encarnados.

 

mm20161

Metalizados, preto e branco e um apontamento de cor – uma fórmula fácil fácil se querem uma imagem trendy e elegante ao mesmo tempo.

 

MM20162

E para quem não prescinde do conforto, as peças fluídas são o ideal. Juntem-lhes cor, uns ténis e uma carteira a tiracolo.

As marcas estão todas aqui.

Monday mood

Inspiração para hoje: cor! Três looks para esta segunda-feira que se quer energética e divertida!

As propostas incluem um pouco daquilo que a nova estação nos vai trazer – tons pastel, o luxo desportivo, os metalizados no dia a dia, os padrões fortes, os bomber jackets, os brincos compridos e as carteiras brancas.

Mondaycolor2

Monadycolor1

Mondaycolor3

As marcas estão todas no Polyvore da Blossom, aqui.

Chuva

É segunda-feira e precisamos de energia. Este tempo não anima ninguém mas, o que escolhemos usar pode dar um empurrão e fazer com que o mood seja muito mais energético e divertido.

Para as fãs de culottes, este coordenado resulta bem. Há melhor ideia do que calças curtas para a chuva? Básicos com um twist, tons neutros e um baton forte. É uma fórmula fácil fácil.

Chuvablog111

Para as eternas neo hippies, a coordenação de padrões pode ser o boost necessário para enfrentar o dia cinzento sem grandes tristezas. Chapéus de abas largas evitam o frizz no cabelo e teletransportam-nos para os 70’s num ápice.

Chuvablog11

E para as minimalistas que têm sempre um olho nas tendências, nada como um bom casaco a fazer lembrar os 40’s, combinado com lantejoulas. Brilhar um pouco num dia cinzento não é uma má ideia. Podemos piscar o olho à primavera com uma carteira em tons pastel.

Chuvablog

As peças estão todas no Polyvore da Blossom. Podem seguir tudo aqui.

Tenham uma boa semana!

752f8bdd005192dff429a0b0178a21c0

4 ideias para a nova estação

Setembro traz um novo fôlego. Há novidades e vontade de incluir peças da nova colecção no guarda-roupa. As tendências que aí vêm são imensas e, acreditamos que há ideias para quase todos os gostos.

Embora não sejamos defensores de um consumo desenfreado ou da adopção sistemática de tendências a cada estação, deixamos quatro ideias que vos podem ajudar a construir coordenados simples para o início da temporada.

  • Mangas compridas – o tempo, felizmente, ainda não exige casacos muito grossos ou malhas. As mangas compridas trazem uma sensação de mudança. Optem por materiais leves e dobrem-nas para um look mais atual.

mangascompridas

 

  • Tons terra – Os anos 70 são uma tendência fortíssima e trazem-nos vestidos florais, calças à boca de sino, veludo e camurças, blusas com folhos e, inevitavelmente, os tons terra. Estas cores não são as ideais para a maioria das pessoas, principalmente quando a pele já está menos bronzeada. Enquanto o ar saudável das férias se mantiver, é hora de arriscar.

tonsterra

 

  • Saias midi (ou como quem diz, abaixo do joelho) – Andam por aí há algum tempo. Continuam presentes na próxima estação. São versáteis. Há modelos a direito, plissados ou evasé. Para as meninas mais baixinhas ou cujas pernas sejam mais robustas, uns saltos altos tornam a silhueta mais elegante.

saiasmidi

 

  • Cinturas ao alto – Nas calças ou nas culottes, com partes de cima em tons aproximados, marcar a cintura é um dos melhores truques para parecer mais alta e mais magra.

cinturassubidas

São sugestões simples mas que, com toda a certeza, criam uma sensação de novidade e abrem a porta da nova estação.