Os filmes e o seu guarda-roupa #1

A Blossom vai iniciar esta semana uma nova rubrica no blogue. O objetivo é aliar uma sugestão cinematográfica com a importância do guarda-roupa das personagens. Sendo a roupa uma segunda pele, é indissociável da construção do próprio personagem.
O primeiro filme sugerido é de 2009 e chama-se Eu sou o amor, filme italiano que conta com a actriz Tilda Swinton como personagem principal.

Porquê esta sugestão? Porque o enredo do filme é cativante, as personagens são bem conseguidas e porque o guarda-roupa acompanha ação e as alterações que as personagens sofrem. É possível testemunhar através da mudança de visual da personagem principal e da personagem que faz de filha (Elisabeta Recchi) a evolução do próprio carácter das personagens. Não querendo desvendar muitos mais momentos do filme, ficam algumas fotos para despertar a eventual curiosidade.

6iosonolamore-27455_0x440

5iosonolamore-831795_0x440

4iosonolamore-97193_0x440

3iosonolamore-572496_0x440

2iosonolamore-691849_0x440

1sonolamore-5105_0x440
O guarda-roupa esteve a cargo de Antonella Cannarozzi e a personagem principal Emma (Tilda Swinton) usou roupa da Fendi, Jill Sander e alguns acessórios Hérmes.

O filme encontra-se disponível para venda na Fnac e em lojas do género.

 

New suit

Quando o dress code no local de trabalho é formal, não significa que tenhamos que usar SEMPRE fato completo.

Também não está escrito em lado nenhum que só podemos vestir cinzento ou preto. Há mais opções. Estas opções devem ter por base a ADEQUAÇÃO. Ao local, à cultura da empresa e aos tempos. A propósito dos tempos, vale a pena reler este post que ainda está atual.

Se falarmos do local, há que ter em conta o seguinte:

CORES: É perfeitamente possível usar mais do que três cores num coordenado. O truque será misturar cores vivas com tons neutros. A paleta de neutros é grande – nude, camel, cinzas, navy, castanhos profundos. É só escolher o que se gosta mais, misturar dois ou três tons neutros e adicionar uma cor.

CORTE: A regra aqui é simples. Não expôr o corpo. Demasiada pele à vista passa uma mensagem errada e isso não joga nada a favor de um look que se quer profissional. Decotes, transparências, peças demasiado justas são más apostas. É uma ótima ideia apostar em cortes um pouco diferentes como as calças de cintura subida com pregas, camisas mais fluídas, pequenos padrões na parte de cima, casacos assertoados ou calças cigarette. Há muito por onde escolher.

SAPATOS:  Não chove e não há lama dentro do escritório e por isso, botas com solas de borracha, madeira ou tudo o que tenha um aspeto todo-o-terreno e proteja os pés de intempéries não faz sentido. Também não há areia e os chinelos são proibidos. Tudo o que exponha demasiado os pés não se adequa porque pode chamar demasiado a atenção para uma zona do corpo que nem sempre está bem tratada. Encontrar um meio termo será a melhor solução.

ACESSÓRIOS: Cuidado com tudo o que faz muito barulho, com os excessos ou com peças com um ar muito infantil. Chocam com a ideia de credibilidade e profisisonalismo. A ideia será usar aquilo que se gosta, com moderação. Um colar mais vistoso, um anel grande ou um cinto fino com animal print. Uma coisa de cada vez.

Para vos inspirar, ficam as sugestões.

formal5

formal4

formal3

formal2

Formal1

 

Transição

Ainda é Verão, embora não pareça.

Não temos a mínima vontade de trocar as sandálias por sapatos fechados mas este tempo não nos dá muitas opções. É nesta altura que as dúvidas começam a surgir. A temperatura é morna e os dias estão abafados. E molhados. Os chapéus de chuva, por menos práticos que possam ser, dão jeito.

Deixo quatro looks onde a ideia é a coordenação de peças leves (porque está calor) e a utilização de alguma cor e tons metalizados. Assim suavizamos esta transição para o Outono e tentamos acreditar que dias mais quentes virão… ainda este mês!

 

A meia estação 3

A meia estação 2

 

A meia estação 1

 

A meia estação

 

Para ficarem a saber de onde são as peças (que estão aqui, aqui, aqui e aqui), espreitem o Polyvore da Blossom e tornem-se seguidoras.

Para mais dicas sobre dias de chuva ou outras situações, podem ainda ver ou adquirir o livro  “O que vou vestir hoje?”

 

oqvvhnablossom2014

 

Exhi1

A arte da moda

Vestirmo-nos pode muito bem ser uma arte e criar peças de vestuário também. Saber vestir o que nos fica bem, requer auto-conhecimento ou então ajuda de um consultor de imagem.
Criar roupa para o dia-a-dia requer criatividade, mas criar roupa para fins artísticos requer genialidade.

Porque a moda não é só para servir como segunda pele é a partir deste mês de Setembro que se iniciam diversas exposições a não perder.

A iniciar a 18 de Setembro na Fundação Pierre Bergè – Yves Saint Laurent em Paris, a exposição de retratos fotográficos do criador Hedi Slimane intitulada precisamente – Photography by Hedi Slimane.

exhi3

 

No princípio deste mês, mais concretamente a 4 de Setembro, foi inaugurada no museu Victoria & Albert em Londres a exposição Horst: Photographer of Style. Um testemunho fotográfico de moda, alta costura, surrealismo, viagem, padrões, natureza e nus a não perder.

 

exhi2

E a terceira sugestão e já quase a terminar  é a exposição do aclamado estilista Oscar de la Renta patente em Dallas (no estado do Texas) no George W. Bush Presidential Center e intitulada – Oscar de la Renta Five Decades of Style-  patente até ao dia 5 de Outubro.

São as sugestões da Blossom para quem gosta de moda e de viagens. Se forem a alguma destas cidades, não deixar escapar estas exposições!

 

Segredos partilhados

Porque há segredos que não devem ficar escondidos, principalmente os que dizem respeito à cosmética de qualidade.

Da Suécia que tanto promove o minimalismo, chegam duas marcas de produtos de beleza: a Verso e a Estelle & Thild. Porque cuidar de nós é um investimento, da mesma forma que procuramos adquirir o vestuário adequado, é simultaneamente importante não descurarmos os nossos rituais de beleza.

Website_crops_05-1800x995
A Verso é composta atualmente por seis produtos de beleza para o rosto e as embalagens elucidam-nos sobre a ordem dos passos a seguir. Os produtos têm retinol na composição e são adequados para prevenção e tratamento de rugas.

09_05_13_Verso_01

 

A Estelle & Thild vem também da Suécia e foi criada em 2009 por Pernilla Rönnberg. É uma marca de cosmética orgânica que tem como premissa introduzir um ritual de beleza consciente através do uso destes produtos livres de compostos químicos.

estelle&thild
Ambas as marcas podem ser adquiridas online em:  http://www.net-a-porter.com

 

Louis Vuitton – O livro

A partir de Setembro é comum surgirem na imprensa noticias sobre a rentree literária. Não é só da publicação de ficção que chegam as novidades, já em Outubro irá ser publicado o primeiro livro da Maison Louis Vuitton. O livro será uma edição de luxo tal como nos habituou a marca.

livrolv4

livrolv3

livrolv2

Vão encontrar uma compilação de fotografias emblemáticas da marca. Muitas delas foram publicadas na Vogue, I-D, Interview, Harper’s Bazaar, entre outras. É interessante perceber também que, através das imagens, é contada a história da mulher e da fotografia, dos anos 50 até hoje. As imagens presentes são de alguns dos mais conceituados fotógrafos dos nossos tempos como Annie Leibovitz, Peter Lindberg, Mert Alas & Macus Piggott, Patrick Demarchelier, Mario Testino, Juergen Teller, Steven Meisel e Helmut Newton, entre outros.

livrolv5

livrolv9

livrolv1

O preço de venda ao publico rondará os 75 euros e podem escolher uma de três capas disponíveis.

LivroLV

Fica a sugestão. É, sem dúvida, um livro precioso para quem gosta de moda ou de fotografia.

 

Viciadíssima

Este período de menor atividade aqui no blog tem a ver com todas as coisas que estão a acontecer na Blossom. Há muitas novidades e, entre cursos intensivos, clientes e novas ações de formação, torna-se complicado esticar o tempo. Prometo que voltarei a estar mais assídua.

Nos últimos tempos, com o trabalho a aumentar e as horas de sono a diminuir, todos os truques são bem-vindos. Tenho andado a usar um produto que, embora não seja assim tão novo no mercado, foi uma novidade para a minha pele e tornou-se indispensável. Falo de um sérum iluminador que a Vichy lançou há uns meses.

 

mp17568s0

 

O Life Serum Idéalia é um serúm de tratamento que promete reparar todos os tipos de pele e devolver-lhes luminosidade e um ar mais fresco e uniforme.

Por vezes sou cética quanto a estas promessas mas, quando nos perguntam o que andamos a fazer à pele e como é que conseguimos ter tão bom ar, sabemos que é porque alguma coisa está a resultar. E não são as horas de sono, muito menos a alimentação cuidada ou a ausência de stress.

E o meu segredo dos últimos tempos tem sido este frasco cor-de-rosa. Uso-o como uma pré-base. Adaptei-o às minhas rotinas e não me consigo separar dele. Deixa a pele mais hidratada e faz com que a base tenha um efeito mais natural e muito mais duradouro.

E vocês? Já experimentaram? Eu recomendo.